fbpx

ACESSO A AULAS GRATUITAS EM CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS

Inscreva-se nas melhores aulas ao vivo em construções sustentáveis da internet.

Passo a passo: Construindo um Pergolado de Bambu

O bambu é uma matéria-prima muito versátil. Seus usos vão desde a estrutura de casas, até objetos de decoração e revestimentos.

Por ser uma planta que cresce muito rápido, ele é considerado um grande sequestrador de carbono. Algumas espécies chegam a crescer um metro por dia.

É um material leve, da fácil transporte e manuseio.

Por esses e outros motivos, é um material extremamente sustentável. Muitos o consideram hoje como a matéria-prima do futuro. Ou o “aço verde” da construção civil.

O bambu é da família das gramíneas. Mesmo não sendo considerado uma madeira, seu uso muitas vezes pode substituir o uso da madeira.

Existem inúmeras espécies da planta. Elas diferem em tamanho, espessura, e tonalidade. Em geral, a maior parte das espécies se adapta bem a diferentes solos.

Contudo, é necessário tomar cuidado sobre onde plantar bambu. Afinal, algumas espécies crescem e se dispersam com muita facilidade. Ocupando assim, grandes áreas em curtos períodos.

Neste artigo, você vai aprender como fazer um pergolado utilizando bambu.

O que são pergolados

Pergolados são estruturas vazadas. Eles são utilizados em áreas externas para criar ambientes sombreados ou cobertos. Podem ser utilizados com o paisagismo, em áreas de festas, coberturas, e assim por diante.

Os pergolados podem ser construídos com bambu, aço, madeira ou concreto.

Pergolado de Bambu

Às vezes, recebem uma cobertura transparente. A cobertura transparente irá permitir a passagem de sol. Entretanto, protege da chuva, auxiliando inclusive na durabilidade da estrutura.

O bambu é um ótimo material para a construção de pergolados. Além de sustentável, sua estética confere aspectos decorativos ao elemento.

Acompanhe neste artigo:

  1. Espécies de bambu para construir pergolados
  2. Como tratar o bambu
  3. Encaixes entre os bambus
  4. Materiais para cobrir o pergolado

1. Espécies de bambu para construir pergolados

Para a estrutura de um pergolado, o ideal é utilizar bambus com espessuras maiores. Afinal, ele vai cumprir a função de sustentar a estrutura.

As espécies Guadua angustifólia e Dendrocalamus giganteu são aconselhadas para esse caso. Ambas se adaptam bem no Brasil. Elas atingem alturas de até 20 metros.

  • Guadua angustifólia

É uma espécie que forma touceiros. Porém, os colmos ficam com distanciamento de meio metro entre si. Possui cor verde intensa. É muito utilizado em construções na América Latina, principalmente na região da Colombia e Equador.

Pergolado de Bambu

  • Dendrocalamus giganteu

Um dos maiores bambus. É entouceirante, portanto não se alastra. Seus colmos ficam bastante unidos e possuem cor verde ou marrom.

2. Como tratar o Bambu

Para garantir sua durabilidade, o bambu deve passar por um processo de tratamento.

Alguns, cuidado, entretanto, precedem o tratamento.

Ao cortar os caules, prefira aqueles que já estão mais velhos, com no mínimo dois anos. Os bambus mais novos possuem muito amido. Isso faz com que eles apodreçam mais rápido.

Use uma serra para cortar, assim ele irá brotar com mais facilidade. Se ficar algum buraco que possa acumular água, faça um corte para que a água possa escorrer.

Existem tratamentos que envolvem agentes químicos, e outros tratamentos mais naturais. O tratamento vai depender da espécie e de qual será o uso.

Em geral, os bambus alastrantes podem ser tratados com fogo. Ao passar a chama de um maçarico no sentido do crescimento do bambu, ele irá soltar uma resina natural. Essa resina é uma proteção natural do bambu. Além disso, o calor destrói o amido contido no bambu, que é alimento para insetos como a broca.

O bambu de touceira precisa de um tratamento químico. São utilizados tambores, onde o bambu é colocado em uma solução com água e ácido bórico. Quando o caule ficará exposto a muita chuva ou umidade, adiciona-se nessa mistura sulfato de cobre.

Esse procedimento é bastante rígido. Portanto, geralmente o bambu é tratado em locais específicos com profissionais especializados.

3. Encaixes entre os bambus

Por seu formato cônico, a junção entre as peças de bambu não é tão simples. Porém, existem diversas formas de fixa-las.

  • Com pregos

É possível unir as peças de bambu utilizando pregos metálicos. Ou também pregos feitos com pequenos recortes do próprio bambu.

Nesse caso, a ponta do caule é cortada em meia lua para que as peças se encaixem perfeitamente. Ou então, as peças são sobrepostas. Para pergolados, esse encaixe é considerado melhor e mais seguro.

  • Com cordas

Outra maneira de encaixar os caules é amarrando-os em cordas. É necessário, contudo, fazer as amarrações de maneira correta.

Não vamos nos aprofundar nos detalhes de cada encaixe. Neste artigo você encontra mais informações, com ilustrações de experimentos feitos em bambu no México.

4. Materiais para cobrir o pergolado

O material a ser utilizado na cobertura do pergolado vai depender da sua intenção.

Quando o pergolado está integrado ao paisagismo, sua cobertura pode ser feita através de plantas trepadeiras. Ele ficará sombreado, porém, não é protegido da chuva.

Pergolado de Bambu

Outra opção boa para áreas de lazer, é cobrir com um material transparente. Esse material pode ser vidro ou policarbonato.

O vidro tem um custo maior. Contudo, ele tem maior durabilidade e suja menos.

Já o policarbonato é um material semelhante ao vidro. Mas ele suja com maior facilidade e produz bastante ruído quando a chuva cai sobre ele. É importante ressaltar que essas coberturas exigem uma inclinação para escoamento da água.

Se a sua intenção é deixar a cobertura impermeável e sombreada, pode forrar o vidro ou o policarbonato com outro material. Existe, inclusive, a possibilidade de forrar com bambu.

Um pergolado de bambu…

Pode oferecer um espaço muito agradável em sua casa. Isso com recursos que não causam impactos no meio ambiente.

Se o bambu for bem tratado e a estrutura for bem executada, pode durar vários anos. Entre em contato com profissionais qualificados para auxiliar na montagem.

Quanto mais soluções sustentáveis conseguirmos inserir em nosso cotidiano, mais nos aproximamos da natureza. E assim, colaboramos com o desenvolvimento sustentável.

janeiro 23, 2021
© 2018 UGREEN