fbpx

Pegada ecológica: o que é e como calcular a sua.

 
Você já ouviu falar em pegada ecológica?
 
O termo se refere justamente à “pegada”, ou seja, ao impacto que a existência de cada indivíduo gera no planeta terra.
 
O estilo de vida atual conta com diversas “regalias”. Mesmo que elas não sejam acessíveis a todos, elas permitem que muitos consumam além de suas necessidades básicas de sobrevivência.
 
Tomar banho quente, ter um automóvel e consumir uma grande diversidade de alimentos diariamente. Essas são ações que geram impactos, pois demandam a exploração de recursos naturais.
 
Água, terra, ar, árvores, animais, combustíveis fósseis e o sol sempre foram recursos necessários para a sobrevivência. A questão é que alguns são renováveis, isto é, são rapidamente renovados pelo próprio planeta, outros não.
 
Desde os anos 60, a humanidade vem consumindo mais recursos do que o planeta pode regenerar em um ano. Isso significa que seria necessário mais de um planeta para abastecer nosso estilo de vida. Ou seja, vivemos de forma insustentável.
 
E agora? Como saber o quanto meu estilo de vida impacta no planeta? O que pode ser feito para reduzir esse impacto?
 
Neste artigo iremos mostrar o raciocínio por trás da pegada ecológica. Assim, você conseguirá calcular qual é a sua pegada, e ver as alternativas possíveis para diminuí-la.
 
Você vai aprender:
 
  • O que é pegada ecológica
  • Como é feito o cálculo da pegada ecológica;
  • O que é o dia de sobrecarga da terra;
  • Quais países geram os maiores impactos;
  • Como saber qual é a sua pegada ecológica;
  • Como diminuir sua pegada ecológica através de atitudes individuais;
 

1. O que é Pegada Ecológica

 
O termo “pegada ecológica” foi criado em 1990 pelos cientistas canadenses Mathis Wackernagel e William Rees. Hoje, ele é internacionalmente conhecido. Portanto, se relaciona ao desenvolvimento sustentável e ao uso racional dos recursos naturais.
 
Pegada ecológica é uma forma de medir os recursos naturais que seus hábitos cotidianos exigem. O resultado é dado em quantidades de planetas terras. Ou seja, quantos planetas terras seriam necessários para suprir seu estilo de vida.
 
A pegada ecológica de um país, portanto, será uma média das pegadas ecológicas de sua população.
 

2. Como é feita a conta da pegada ecológica

 
A Global Footprint Network é a organização que oferece recursos para o cálculo da pegada ecológica.
 
O cálculo feito para descobrir quantos planetas são necessários para manter nosso estilo de vida adota a medida de hectare global. São consideradas as áreas de atividades de agricultura, pecuária, áreas urbanas, florestas e quantidade de carbono.
 
Hoje, a média da pegada ecológica mundial é de 2,7 hectares globais por pessoa. Enquanto isso, a biocapacidade de fornecimento do planeta gira em torno de 1,8 hectare global por pessoa. Esses dados apontam a necessidade de 1,5 planetas para abastecer nossas necessidades.
 
No gráfico abaixo nota-se como esse número vem crescendo, e qual a previsão para 30 anos.
Pegada ecológica
 

Projeções (Global Footprint Network, 2010)

 
Esses números apontam uma situação preocupante. À medida que esse problema se agrava, intensificam as disputas por recursos.

3. O que é o dia de sobrecarga da terra

 
A pegada ecológica está diretamente relacionada ao dia de sobrecarga da terra. Essa é a data em que o planeta esgota toda a quantidade de recursos que ele pode regenerar em um ano.
 
No ano de 2020, essa data está prevista para dia 22 de agosto. Isso deixa claro que precisaríamos de mais que um planeta para manter nossos hábitos de consumo.
 

4. Países e suas pegadas ecológicas

 
Ao contrário do que você deve estar pensando, os Estados Unidos não estão em primeiro lugar na lista da pegada ecológica. Mas o país perde apenas para os Emirados Árabes, que ocupam o primeiro lugar. A Austrália ocupa a terceira posição na lista de países que causam o maior impacto no planeta.
 
Outro dado interessante é que o Japão precisaria de 8 vezes sua própria área para garantir os recursos naturais que sua população demanda.
 
A média do Brasil é de 2,9 hectares globais por habitante, estando um pouco acima da média mundial de 2,7 gha/cap. Isso nos coloca como um país que tem hábitos de consumo mais intensos que a média mundial.
 
Agora, voltando o olhar para mais perto, já pensou em calcular sua própria pegada ecológica?
 

5. Calculando a sua pegada ecológica

 
O cálculo realizado para medir a pegada ecológica de cada um considera alguns hábitos cotidianos.
 
Alguns exemplos de hábitos considerados são:
 
  • Consumo de carne,
  • Se você possui um automóvel e com qual frequência o utiliza
  • Se você oferece ou pega caronas
  • Quantas vezes por mês costuma comprar roupas ou aparelhos eletrônicos,
 
Existem testes online em que você responde algumas perguntas e descobre sua pegada ecológica. Isto é, quantos planetas seriam necessários se todos tivessem o mesmo estilo de vida que o seu.
 
Você pode realizá-lo nesses sites:
 
 

6. Como reduzir sua pegada ecológica

Se você já realizou o teste, provavelmente percebeu que seu estilo de vida causa grande impacto no planeta, não é mesmo?
 
Mas quais são as alternativas para reduzir esse impacto e, ainda assim, ter uma vida confortável?

Alimentação:

O consumo de carne vermelha demanda grandes áreas de pasto para a criação de gado. Desde modo, é um dos motivos principais que levam ao desmatamento de florestas.
 
Reduzir o consumo de carne vermelha é uma ação simples e que pode causar grande impacto positivo.

Bens materiais:

Consuma bens materiais de forma consciente. Isso significa prestar atenção na origem, qualidade e matérias-primas utilizadas para a fabricação. Ou seja, dar preferência a produtores locais, coisas duráveis e comprar somente o que é realmente necessário.
 
Neste artigo explicamos detalhadamente uma maneira fácil de adotar um estilo de vida mais minimalista.
 
No momento de escolher eletrônicos, é importante prestar atenção no gasto de energia. Dê preferência aos que consomem menos energia e são mais eficientes.

Transporte:

Se você tem um carro e o utiliza bastante, considere começar a oferecer caronas para seus colegas de trabalho. Se você pensa que poderia abrir mão do automóvel, pode começar a utilizar mais o transporte público de sua cidade. Outras alternativas são andar de bicicleta e até pegar caronas com seus conhecidos

Arquitetura:

Morar em uma casa bem planejada é uma forma de reduzir sua pegada ecológica. Estratégias de conforto térmico que visam menor consumo de energia são características de uma casa sustentável.
 
Outras características são:
 
  • Recolhimento de água da chuva,
  • Aquecimento solar,
 
Essas estratégias são essenciais para otimizar o consumo de recursos naturais.

Resumindo…

 
Saber nossa pegada ecológica é o primeiro passo para começar a adotar atitudes sustentáveis. Considerando a urgência dessas atitudes, é importante mobilizar não só a população, mas também a indústria e as autoridades governamentais.
 
Como você viu aqui, ter uma rotina menos impactante ao planeta terra não é tão simples, contudo, é necessário. Essas atitudes positivas garantem a nossa permanência em um planeta saudável por mais tempo.
 
Renunciando a pequenos hábitos insustentáveis, você colabora para a regeneração do planeta e dos recursos naturais.
Fontes:
SCARPA, Fabiano. Pegada Ecológica: qual é a sua? / Fabiano Scarpa; Ana Paula Soares. São José dos Campos, SP; INPE, 2012. 24p.
setembro 7, 2020
© 2018 UGREEN