fbpx

Já falamos anteriormente o quanto o projeto luminotécnico é fundamental em qualquer tipo de edificação. 

Tão importante que Oscar Niemeyer, renomado arquiteto e urbanista, o considerava crítico para a construção. Segundo ele: “Uma boa iluminação levanta uma arquitetura medíocre, porém uma má iluminação acaba com o melhor projeto”. 

Por aí já dá para se ter uma ideia da importância deste aspecto, não é mesmo? 

Então, continue lendo esse texto e entenda mais sobre o que é e sua importância para cada ambiente.

O que é um projeto luminotécnico?

Um projeto luminotécnico é desenvolvido com base no resultado de análises da função dos ambientes. Além disso, considera a quantidade de luz requerida para cada cômodo e, também, o cálculo de iluminação. 

Tudo isso é pensado para oferecer conforto visual aos usuários, afinal sua elaboração busca utilizar de forma harmônica tanto a iluminação natural como a artificial.

Os principais objetivos do projeto luminotécnico é contribuir para a funcionalidade, conforto do usuário e estética dos ambientes. 

E quais são os conceitos relacionados ao projeto luminotécnico?

Fluxo luminoso: conceito relativo à potência emitida por uma fonte de luz e que é perceptível ao olho humano.

Eficiência luminosa: trata-se da relação que existe entre o fluxo luminoso e a potência elétrica das lâmpadas.

Iluminância/iluminamento: refere-se à associação do fluxo luminoso com incidência da luz na superfície.

Intensidade luminosa: é, basicamente, a radiação ou luz emitida em determinada direção.

Temperatura de cor: este aspecto concerne à coloração visível das lâmpadas.

Projeto luminotécnico ao longo do tempo

A luminotécnica surgiu em fins do século XIX, em plena revolução industrial. Seu objetivo, naquele momento, era iluminar as linhas de produção. Buscava, ainda fornecer as condições lumínicas ideais para que os trabalhadores desempenhassem suas funções com a máxima eficiência.

Porém, ao longo do tempo, o papel do projeto luminotécnico adquiriu funções mais amplas. E  finalmente, chegamos ao conceito atual da luminotécnica. Ou seja, oferecer ambientes iluminados de forma a garantir que os usuários deste espaço desfrutem do máximo de conforto visual.

Importância de um bom projeto luminotécnico

Aqui no blog já foi dito e repetido o quanto a iluminação é fundamental para a saúde dos usuários. Mas, mais do que isso, ela também influencia em diversos aspectos de nossa rotina. 

Por exemplo, em ambientes comerciais, um espaço iluminado adequadamente, pode ser capaz de incentivar as vendas. No contexto industrial, como já sabemos, pode aumentar a eficiência profissional. 

Já em ambientes residenciais, é preciso que cada cômodo seja iluminado pensando em seu contexto, nas atividades desempenhadas ali. Por isso, a iluminação da cozinha e a do quarto não são as mesmas, já que suas finalidades são diferentes.

NBR 15575 X Projetos luminotécnicos

A importância do projeto luminotécnico é evidente e inquestionável. Ainda assim ele é negligenciado, especialmente quando se pensa em utilizar exclusivamente a iluminação artificial, deixando a natural em segundo plano. 

Assim, pensando em como essa harmonia entre os dois tipos de iluminação é essencial para a saúde e bem-estar dos usuários, a NBR 15575 estipulou alguns critérios neste sentido.

Com força de lei desde de 2013, esta norma de desempenho é obrigatória para qualquer edificação de até cinco pavimentos. Com isso, espera-se que, cada vez mais, os ambientes ofereçam o máximo de qualidade em conforto lumínico aos usuários. Também podemos dizer que seu cumprimento se tornará um requisito determinante para os compradores na aquisição dos imóveis. 

Aqui na UGreen, oferecemos toda a consultoria e orientação necessária para estar de acordo com a lei e proporcionar um desempenho lumínico eficiente. Além disso, temos cursos e treinamentos para aprimorar seus conhecimentos em diversas áreas da Arquitetura. Não deixe de conferir!

 

agosto 19, 2019
© 2018 UGREEN