fbpx

O Que é e Como Pode Ser Feito um Muro de Arrimo

Você sabe o que é e para que serve um muro de arrimo?

Ele não é nenhuma novidade. Quem já visitou Machu Picchu, por exemplo, viu como os povos antigos já dominavam a técnica. Os incas utilizavam pedras para construir muros de arrimo.

Como a região era extremamente acidentada, eles construíram degraus para suas plantações.

Um muro comum geralmente cumpre a função de separar propriedades privadas. Já o muro de arrimo tem uma função diferente. Ele é construído para conter a terra.

O muro de arrimo pode separar um terreno inclinado em duas ou mais superfícies planas.

Muro de arrimo

Isso é útil em diversas situações. Pode ser usado quando o objetivo é construir uma edificação. Ou também para plantações, paisagismo ou prevenção de acidentes.

Nesse último caso, os muros de arrimo protegem as encostas de deslizamentos de terra. Infelizmente, esse problema é bastante comum no Brasil. Principalmente em locais com períodos de chuvas intensas.

Quando os declives estão em regiões habitadas, os muros de arrimo são especialmente importantes. Dessa forma, deve-se garantir que ele seja bem executado.

Neste artigo, você vai aprender sobre os diferentes tipos de muro de arrimo.

Mas antes, vamos entender como ele funciona.

1. Como funciona um muro de arrimo

Imagine um muro normal. Agora imagine que um de seus lados foi completamente preenchido com terra. Se esse muro for fraco, ele irá cair com o peso da terra, não é mesmo?

O muro de arrimo deve ser construído com um material muito resistente. Afinal, ele cumpre uma função estrutural de segurar a terra da parte de cima. Assim, segura seu peso e evita que ela ceda.

Quando chove, essa terra fica ainda mais pesada. Por isso, é importante também prever sistemas de drenagem.

Pelo alto custo, geralmente a necessidade de construir muros de arrimo é o que acaba desvalorizando terrenos muito inclinados.

Os muros de arrumo podem ser feitos através de diversas técnicas e materiais. Eles não necessariamente são de concreto armado. O material usado vai definir suas dimensões e formato.

É muito importante que o muro de arrimo seja bem dimensionado e calculado por um profissional. De preferência, esse profissional também deve fazer um acompanhamento técnico da obra.

Confira aqui alguns exemplos de muro de arrimo.

2. Muro de arrimo por gravidade

O muro de arrimo por gravidade cumpre sua função de conter a terra através de seu próprio peso.

Geralmente são utilizados para conter desníveis pequenos ou médios. Não devem passar de 5 metros de altura.

Quanto maior a altura da contenção, mais largo ele será. Além disso, ele possui a base mais larga que o topo, para manter sua estabilidade.

O muro de arrimo por gravidade pode ser construído com os seguintes materiais:

  • Pneus

O muro de arrimo com pneus é uma alternativa sustentável. Afinal, reutiliza materiais que seriam descartados. Hoje, a taxa de reciclagem de pneus no Brasil é muito baixa. Portanto, iniciativas de reutilização do material são muito bem-vindas.

Para construir um muro de arrimo com pneus, é necessário empilhá-los de forma intercalada.

Cada pneu deve ser preenchido e compactado com terra ou solo cimento. A técnica utilizada vai depender do tamanho e inclinação do muro. Solo cimento é uma mistura homogênea de terra, cimento e água.

  • Pedras

Construído apenas com a sobreposição das pedras. Se houver o material no local, esse tipo de muro apresenta facilidade e rapidez na construção. Nesse caso a drenagem acontece de forma natural.

Contudo, as pedras sobrepostas são indicadas para alturas de até 2 metros.

Muro de arrimo

Se a altura for maior, é necessário utilizar argamassa para ligar as pedras e dar estabilidade ao muro. Nesse caso, o muro também precisa de um sistema de drenagem, já que a argamassa dificulta a permeabilidade da água.

  • Gabião

Gabião são blocos de pedras organizadas dentro de uma trama metálica, de formato cúbico. Os gabiões possuem dimensões de 2 m x 1 m x 1 m.

Muro de arrimo

Sobrepostos, eles cumprem a função de muro de arrimo. Os gabiões são muito vistos na beira de rodovias. Como também são formados por pedras, não necessitam de sistema de drenagem.

  • Sacos de solo cimento

Consiste em sacos de poliéster preenchidos com uma mistura de solo cimento.

Os sacos são colocados manualmente seguindo a ordem horizontal. Após cada camada, eles devem ser compactados para aumentar sua resistência. As camadas são dispostas de forma intertravada para garantir estabilidade.

Essa solução é bastante econômica, pois utiliza um material que pode ser encontrado no próprio local, o solo.

3. Muros de arrimo por flexão

Além dos muros por gravidade, existem os muros por flexão. Estes costumam ser mais esbeltos. Eles resistem à pressão da terra através da flexão da estrutura.

De forma simplificada, ele necessita de uma estrutura armada e fundação. Assim, a estrutura do muro trabalha contra a força da terra.

Ele geralmente é construído em formato de “L”. Eles podem ter contrafortes e serem ancorados ao longo de sua extensão. Tudo isso aumenta sua inércia e permite que ele seja mais alto e menos robusto.

Os muros de arrimo por flexão são usualmente construídos com concreto armado. A mistura do concreto com ferro dá a resistência e flexibilidade que são necessárias à estrutura.

4. Cuidados e normas

Como já mencionado, o muro de arrimo deve ser executado por um engenheiro civil ou outro profissional qualificado. Se ele for mal executado, pode romper e causar danos graves.

A NBR 11682 – Estabilidade de Encostas traz alguns cuidados para garantir que o muro de arrimo seja seguro e econômico. Entre elas estão:

  • É contra indicada a construção de muros de arrimo por gravidade em locais superiores a taludes ou em regiões de encosta.
  • O sistema de drenagem deve ser executado de forma adequada
  • Utilizar material adequado, limpo e indicado para tal uso. Se necessário, o material deve ser compactado.
  • Evitar possíveis instabilidades causadas pelo sistema de escavação.
  • Realizar verificação da estabilidade do conjunto terra-contenção e da própria estrutura.

Quanto maior for o muro de arrimo, mais perigoso ele pode se tornar se for mal-executado. Materiais naturais e reciclados são ótimas opções. Porém, elas não se adequam em situações de declives altos ou muito acentuados.

Em, geral, os muros de arrimo podem ser úteis em diversas situações e escalas. Aproveite este artigo para se inspirar e saber como construir corretamente.

janeiro 13, 2021
© 2018 UGREEN