fbpx

ACESSO A AULAS GRATUITAS EM CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS

Inscreva-se nas melhores aulas ao vivo em construções sustentáveis da internet.

Mofo: aprenda de uma vez por todas a evitar esse problema

O mofo é um problema comum e que deixa muitas pessoas com dor de cabeça. Muitas vezes, por mais que o local seja limpo com frequência, o mofo continua aparecendo.

No inverno ele pode se agravar. Já que em dias frios deixamos a casa mais fechada.

O aparecimento de mofo pode estar relacionado a várias causas. Dependendo do caso, é um problema realmente difícil de resolver.

Além disso, o mofo pode causar doenças. Entre elas estão a rinite, sinusite e asma.

Portanto, por mais que este seja um problema comum, ele precisa ser solucionado. Viver em um local com mofo traz consequências que vão além do mau cheiro.

Mas não se preocupe, há solução para tudo. Neste artigo você vai aprender como acabar de vez com o mofo.

Você verá a seguir:

  1. O que é mofo
  2. O que pode causar o mofo
  3. Atitudes que não funcionam para acabar com o mofo
  4. Melhores dicas para acabar com o mofo

Independente do tipo de mofo que há na sua casa. Leia este artigo até o fim para não ter mais esse problema.

Antes de tomar qualquer atitude, vamos aprender sobre o que é, afinal, o mofo.

1. O que é mofo

O mofo é um tipo de fungo que vive em regiões escuras e úmidas. Para que ele sobreviva e se reproduza, ele precisa de umidade, oxigênio e nutrientes.

Ou seja, ele pode aparecer tanto em paredes, como em alimentos e móveis. Existem mais de mil espécies de fungos que causam mofo. Geralmente, é preciso identificar a espécie. Dessa forma, pode-se definir quais produtos utilizar no tratamento e prevenção.

E por que o mofo faz mal para a saúde?

Para se reproduzir, esse fungo joga esporos no ambiente. Ao respirar esses esporos, pessoas com predisposição à alergia irão desenvolver anticorpos. Ou seja, o corpo vai tentar se defender desses microorganismos. É aí que aparecem os sintomas como coriza e espirros.

Você sabia que o mofo pode causar dor de cabeça e até insônia?

Existem alguns tipos de mofo que são tóxicos. Eles liberam vapores tóxicos voláteis que podem causar inflamações crônicas. Em pessoas vulneráveis podem surgir diversos sintomas, como:

  • Dor de cabeça
  • Insônia
  • Fadiga
  • Sensibilidade à luz
  • Falta de concentração
  • Variação de humor

E muitos outros.

Antes de querer combater o problema do mofo, é importante saber a causa. Assim, você terá certeza que o problema não irá voltar.

2. O que pode causar mofo

Como você já leu aqui, o mofo aparece em locais com umidade. A umidade, porém, pode surgir de diferentes formas.

Umidade por capilaridade

É quando a umidade surge na parte inferior da parede. Nesses casos, ela vem do solo e vai subindo. Geralmente a tinta da parede acaba descascando, como na figura abaixo:

mofo

Exemplo de parede com umidade por capilaridade. (Fonte: fibersals.com.br)

Nesses casos, o problema está na falta de impermeabilização da fundação da casa. Sem resolver essa causa, a parede irá continuar absorvendo umidade.

Não adianta passar tinta anti mofo ou limpar a parede com frequência. Nessas situações o certo é impermeabilizar a fundação.

Infiltrações.

A falta de impermeabilização em coberturas faz com que a água da chuva penetre na estrutura da construção. Dessa forma, ela acaba descendo pela parede ou pela laje. E assim deixa os ambientes internos mais úmidos.

Em lajes expostas, é importante sempre deixar uma leve inclinação para que a água não fique empoçada.

Vazamentos

Vazamentos em canalização também podem fazer com que a água infiltre nas paredes. Essa infiltração pode demorar para ser percebida, mas ela irá deixar o ambiente mais úmido.

Falta de sol.

Hoje, com o aumento da densidade das cidades, edifícios acabam sendo construídos muito próximos uns aos outros. Isso acaba diminuindo a quantidade de sol nas fachadas.

Fachadas que não pegam sol tendem a desenvolver mais umidade. Portanto, elas devem receber uma atenção especial na questão de impermeabilização.

Ou seja, é necessário tomar cuidados desde a concepção do projeto arquitetônico. Depois disso, garantir que a execução da obra seja bem feita.

Se a sua casa já foi construída e apresenta mofo, confira primeiro o que não deve ser feito.

3. Atitudes que não funcionam para acabar com o mofo

Muitas pessoas tentam acabar com o mofo limpando e pintando as superfícies onde ele está. Geralmente isso não resolve a raiz do problema.

O fungo penetra nas superfícies de maneira mais profunda do que uma pessoa consegue limpar. Isso significa que, se você limpa o mofo com produtos líquidos, pode até estar agravando o problema, deixando a parede mais úmida.

Não limpe o mofo com pano úmido, e sim com um pano seco. Sempre tomando cuidado para não respirar a poeira que é liberada.

Da mesma forma, ao pintar a parede, você estará somente disfarçando o problema. Os fungos continuarão na estrutura. Em breve, as manchas e o mau cheiro irão aparecer novamente.

Quando o mofo aparece nos móveis, muitas pessoas simplesmente compram móveis novos. Contudo, muitas vezes o móvel adquire mofo por estar encostado em uma parede úmida.

Não adianta trocar os móveis sem tratar a umidade dessa parede.

4. Melhores dicas para acabar com o mofo

Se o mofo em sua casa é algo pouco frequente, existem algumas dicas para evitá-lo:

Deixe o sol entrar. Ele é um grande aliado na prevenção de fungos em geral.

Se o ambiente em questão não pega sol, preste atenção redobrada na próxima dica.

  • Ventilar e arejar a casa.

Mesmo em estações frias, é muito importante manter a casa sempre bem ventilada e arejada. Aproveite para abrir a casa em dias de sol, quando o ar está mais seco.

  • Manter janelas de banheiros abertas.

O banheiro é um dos locais mais úmidos da casa. Principalmente por conta do vapor dos banhos quentes. Portanto, ele merece uma atenção especial. Mantenha as janelas abertas sempre que possível.

Se sua casa for muito úmida, evite que o vapor do banheiro saia para dentro de casa. Nesses casos tente manter a porta fechada depois do banho.

  • Limpezas frequentes

Quanto maior a frequência que um ambiente for limpo, menores as chances de ele apresentar mofo.

  • Não deixar manutenção para depois

Mantenha a manutenção da sua casa em dia. Sempre que houver problemas de infiltração ou vazamentos, rapidamente chame um técnico.

  • Abrir armários

Deixar os armários abertos esporadicamente ajuda a renovar o ar dentro deles.

  • Afastar móveis das paredes.

Como foi visto antes, às vezes a umidade vem da parede. Nesse caso, afaste um pouco os móveis para proporcionar circulação de ar.

  • Aposte em desumidificadores de ambiente

Existem vários produtos que cumprem a função de desumidificar o ambiente. Caso prefira algo mais natural, o sal grosso ou giz de quadro podem ajudar a absorver a umidade do ar.

Adeus, mofo

Com as dicas que você leu, sua casa estará livre de mofo em breve. Lembre-se que o que causa esse problema é umidade. Em muitos casos é preciso resolver o que está causando umidade em sua casa.

Se o seu problema for somente esporádico, preste mais atenção na ventilação e iluminação para resolver o problema.

O mofo é um problema bastante sério e que precisa ser tratado. Ele afeta diretamente sua saúde. Uma casa sustentável deve ser, além de tudo, uma casa saudável para seus moradores.

 

Fonte: psychologytoday.com

dezembro 15, 2020
© 2018 UGREEN