fbpx

A acessibilidade é um tema que está em alta, assim como a sustentabilidade, sendo uma questão fundamental no cenário atual. E como não poderia deixar de ser, uma das maiores preocupações da arquitetura é dar a devida importância à acessibilidade nas edificações.

Estamos em um momento em que a sociedade está mais esclarecida sobre os direitos das pessoas com deficiência ou com dificuldade de mobilidade. Realmente, no mundo moderno já não cabe mais a negligência com o direito de mover-se livremente.

Nas edificações isso é ainda mais importante. Afinal, as pessoas não podem sentir-se presas ou ter dificuldades de transitar em suas próprias residências. Os lares devem ser os lugares onde os moradores devem poder ter toda a liberdade para manter suas atividades rotineiras. Sem impedimentos, sem obstáculos, sem dificuldades.

Mesmo tendo esta preocupação de oferecer edificações que atendam às questões de acessibilidade, como isso pode ser aplicado? É por isso que existem normas de desempenho que abrangem este assunto e podem orientar os profissionais neste sentido. 

Norma de Desempenho e acessibilidade

A NBR 15575 foi criada pensando em orientar os arquitetos e demais profissionais envolvidos na obra a oferecer segurança e conforto aos moradores em seus lares. Envolve, portanto, diversos conceitos neste sentido, e a acessibilidade é um deles.

As diretrizes que fazem parte desta norma de desempenho, determinam alguns parâmetros que devem ser seguidos desde o projeto. Estes critérios garantem que pessoas com mobilidade reduzida ou pessoas com deficiência possam desfrutar plenamente de seus lares. Isso com o máximo de segurança e conforto.

Já falamos sobre este tema recentemente aqui no blog. Você pode conferir os requisitos de acessibilidade que estão presentes na NBR 15575 neste post

Aliás, é importante deixar claro que atender a estes requisitos já não é um diferencial. Desde 2013, a norma de desempenho 15575 é uma obrigação para arquitetos e incorporadoras. Ou seja, não seguir suas diretrizes gera penalidades como multas e pagamento de indenizações.

Acessibilidade na arquitetura: contribuindo para a inclusão social

A acessibilidade e a inclusão social caminham juntas, e na arquitetura não é diferente. A primeira é a forma de oferecer edificações com acesso facilitado a pessoas com mobilidade reduzida ou portadores de deficiência. Já a inclusão social trata-se de oferecer a oportunidade de todos desfrutarem dos espaços com o mesmo conforto e segurança. 

Podemos dizer, então, que priorizar a acessibilidade em edificações contribui para uma sociedade mais inclusiva e evoluída. Seus efeitos são abrangentes e refletem em várias esferas, como a física, tecnológica, informacional, comunicacional, linguística e pedagógica. 

Se você tem a preocupação de oferecer acessibilidade às suas edificações, existem, além da norma 15575, diversas ferramentas disponíveis. Todos os anos, novas tecnologias e equipamentos são desenvolvidos para promover construções mais acessíveis. Você pode acompanhar essas inovações assinando nossa newsletter.

Para aderir sua obra aos requisitos da NBR 15575 e demais normas relacionadas à acessibilidade, conte com nossa consultoria especializada. 

Caso queira refinar seus conhecimentos neste assunto, também pode participar de nossos treinamentos, disponíveis em nosso catálogo de cursos.

Oferecemos tudo isso porque entendemos nosso papel nesta questão tão importante. A comunidade UGreen, assim como você, está engajada a incentivar e difundir a arquitetura acessível e sustentável!

© 2018 UGREEN