Construindo um Futuro Verde: 10 Tendências de Edifícios Sustentáveis Para Ficar de Olho

green buildings

O ÚNICO ECOSSISTEMA QUE DESENVOLVE LÍDERES DE SUSTENTABILIDADE COM COMUNIDADE, EDUCAÇÃO E FERRAMENTAS

A importância dos green buildings não pode ser exagerada no mundo de hoje, pois enfrentamos desafios como a mudança climática e o esgotamento de recursos.

O edifício verde é uma abordagem de projeto e construção que visa minimizar o impacto ambiental dos edifícios e melhorar sua eficiência energética, eficiência hídrica e qualidade ambiental interna. Ao adotar práticas de construção ecológica, podemos criar ambientes mais sustentáveis ​​e habitáveis ​​que apoiem a transição para um futuro de baixo carbono.

Neste artigo, exploraremos algumas das tendências críticas de construção verde para os próximos anos, incluindo um maior foco em sustentabilidade e resiliência, uso de fontes de energia renováveis, design energeticamente eficiente, conservação de água, uso de telhados e paredes verdes , o uso de materiais sustentáveis, edifícios com energia líquida zero, edifícios com desperdício zero, edifícios inteligentes e reformas e reformas de estruturas existentes.

Se você estiver interessado em aprender mais sobre essas tendências e como incorporá-las em seus projetos de construção, nós o convidamos a continuar lendo.

Tendência de Green Buildings #1: Maior foco em sustentabilidade e resiliência

Um maior foco em sustentabilidade e resiliência no projeto de edifícios significa que os edifícios serão projetados e construídos de maneira mais ecológica e mais capazes de suportar e se adaptar aos desafios ambientais , como as alterações climáticas e as catástrofes naturais.

Isso pode envolver uma variedade de medidas, como:

  • Uso de um projeto energeticamente eficiente: Edifícios projetados para serem mais eficientes energeticamente usam menos energia para operar, reduzindo sua pegada de carbono e economizando custos de energia. O projeto energeticamente eficiente pode envolver isolamento, sistemas eficientes de aquecimento e resfriamento e outras medidas para reduzir o consumo de energia.
  • Uso de fontes de energia renováveis: Edifícios que usam fontes de energia renováveis, como energia solar ou eólica, podem reduzir sua dependência de combustíveis fósseis e reduzir suas emissões de carbono. Isso pode envolver o uso de painéis fotovoltaicos ou turbinas eólicas de pequena escala.
  • Projetando para a conservação da água: Edifícios que usam a água de forma eficiente e minimizam o desperdício podem ajudar a reduzir a pressão sobre os recursos hídricos, principalmente em áreas onde a escassez de água é uma preocupação. Isso pode envolver o uso de encanamentos de baixo fluxo e sistemas de águas cinzas.
  • Uso de materiais sustentáveis: Edifícios que utilizam materiais sustentáveis, como materiais reciclados ou rapidamente renováveis, podem reduzir seu impacto ambiental e apoiar o uso de produtos mais ecológicos.
  • Projetando para resiliência: edifícios projetados para serem mais resistentes a desastres naturais e outros desafios ambientais, como inundações, furacões e terremotos, podem ajudar a reduzir os danos e interrupções causados ​​por esses eventos. Isso pode envolver o uso de materiais de construção mais robustos e duráveis ​​e recursos de design, como telhados e paredes verdes, que podem absorver as águas pluviais e proteger contra o vento e a chuva.

No geral, o objetivo de aumentar a sustentabilidade e a resiliência no projeto de edifícios é criar estruturas mais duráveis, eficientes e adaptáveis ​​que possam ajudar a mitigar os impactos das mudanças climáticas.

Tendência de Green Buildings #2: Uso de fontes de energia renováveis

O uso de fontes de energia renováveis ​​no projeto de edifícios refere-se à incorporação de tecnologias que geram eletricidade ou calor a partir de fontes naturais e renováveis, como o sol, o vento ou a água. O objetivo do uso de fontes de energia renováveis ​​é reduzir a dependência de um edifício de combustíveis fósseis, que contribuem para a mudança climática e a poluição do ar, e reduzir a pegada de carbono do edifício.

Alguns exemplos comuns de fontes de energia renováveis ​​que podem ser usadas no projeto de edifícios incluem:

  • Energia solar: Painéis fotovoltaicos (PV) podem ser instalados no telhado ou nas paredes de um edifício para gerar eletricidade a partir da energia solar. Além disso, os sistemas solares térmicos podem ser usados ​​para aquecer água ou fornecer aquecimento ambiente.
  • Energia eólica: Turbinas eólicas de pequena escala podem ser instaladas no telhado ou em uma estrutura separada para gerar eletricidade a partir do vento.
  • Energia hidrelétrica: Edifícios localizados perto de uma fonte de água, como um rio ou córrego, podem gerar eletricidade usando um pequeno sistema hidrelétrico.
  • Energia geotérmica: Os sistemas geotérmicos usam o calor da terra para fornecer aquecimento e resfriar um edifício. Eles podem ser mais eficientes em termos de energia e ter uma pegada de carbono menor do que os sistemas HVAC tradicionais.

O uso de fontes de energia renováveis ​​pode ajudar a reduzir os custos de energia de um edifício e a dependência de combustíveis fósseis e contribuir para um ambiente construído mais sustentável e ecológico.

Tendência de Green Buildings #3: Projeto energeticamente eficiente

O projeto energeticamente eficiente usa estratégias e tecnologias para projetar e construir um edifício para reduzir o consumo de energia e as emissões de carbono.

Isso pode envolver uma variedade de medidas, como:

  • Isolamento: O isolamento adequado pode ajudar a manter um edifício aquecido no inverno e fresco no verão, reduzindo a necessidade de sistemas de aquecimento e resfriamento.
  • Sistemas eficientes de aquecimento e resfriamento: O uso de sistemas de aquecimento e resfriamento de alta eficiência, como bombas de calor de fonte de ar ou sistemas geotérmicos, pode reduzir a energia necessária para manter temperaturas confortáveis ​​em um edifício.
  • Iluminação energeticamente eficiente: O uso de iluminação energeticamente eficiente, como lâmpadas LED, pode reduzir significativamente o consumo de energia de um edifício.
  • Aparelhos e equipamentos com eficiência energética: O uso de aparelhos e equipamentos com certificação Energy Star, projetados para serem mais eficientes em termos de energia do que os modelos padrão, também pode ajudar a reduzir o uso de energia de um edifício.
  • projeto passivo: As estratégias de projeto passivo, como orientação adequada, colocação de janelas e uso de massa térmica, podem ajudar a reduzir as necessidades de energia de um edifício aproveitando os processos naturais de aquecimento e resfriamento.

No geral, o projeto de eficiência energética visa criar edifícios que usam menos energia para operar, reduzindo suas emissões de carbono e economizando dinheiro em custos de energia.

Quer Ter Uma Construção Sustentável de Verdade?

Desenvolva um projeto e consultoria UGREEN e posicione-se rumo a um futuro sustentável.

Quer Aprender Construções Sustentáveis?

Obtenha acesso a +10 Cursos sobre Green Buildings e seja um protagonista do novo futuro.

Tendência de Green Buildings #4: Conservação da Água

A conservação de água no projeto de edifícios refere-se ao uso de estratégias e tecnologias para minimizar o uso de água e reduzir o desperdício em um edifício. Isso está se tornando cada vez mais importante à medida que a escassez de água se torna uma preocupação crescente em muitas partes do mundo.

Alguns exemplos de medidas de conservação de água que podem ser usadas no projeto de edifícios incluem:

  • Encanamento de baixo fluxo: Encanamento de baixo fluxo, como vasos sanitários, torneiras e chuveiros, pode reduzir significativamente a quantidade de água usada em um edifício.
  • Sistemas de Água Cinza: os sistemas de águas cinzas reciclam a água de pias, chuveiros e máquinas de lavar roupas para usos não potáveis, como irrigação ou descarga de vasos sanitários. Isso pode ajudar a reduzir a quantidade de água doce necessária em um edifício.
  • Captação de Água da Chuva: Os sistemas de captação de água da chuva capturam e armazenam a água da chuva para reutilização, como irrigação ou descarga de vasos sanitários. Isso pode ajudar a reduzir a demanda por água tratada e reduzir o escoamento de águas pluviais.
  • Paisagismo com eficiência hídrica: o uso de plantas resistentes à seca e a implementação de sistemas de irrigação eficientes podem ajudar a reduzir a quantidade de água necessária para o paisagismo.

No geral, o objetivo da conservação da água no projeto de edifícios é usar a água de forma eficiente e minimizar o desperdício para reduzir a pressão sobre os recursos hídricos e apoiar o uso mais sustentável desse recurso vital.

Tendência de Green Buildings #5: Telhados e Paredes Verdes

Telhados e paredes verdes são elementos cobertos com plantas e vegetação.

Eles podem oferecer vários benefícios ambientais, sociais e econômicos, como:

  • Regulação da temperatura dos edifícios: Telhados e paredes verdes podem ajudar a isolar um edifício, mantendo-o mais relaxado no verão e mais quente no inverno. Isso pode reduzir a energia necessária para aquecimento e resfriamento e melhorar o conforto interno.
  • Reduzindo o escoamento de águas pluviais: telhados e paredes verdes podem absorver a água da chuva e reduzir a quantidade de águas pluviais que flui para os sistemas municipais. Isso pode ajudar a prevenir inundações e reduzir a pressão sobre a infraestrutura de águas pluviais.
  • Melhorar a qualidade do ar: telhados verdes e plantas de parede podem absorver poluentes e produzir oxigênio, melhorando a qualidade do ar na área circundante.
  • Fornecer habitat para a vida selvagem: telhados e paredes verdes podem fornecer habitat para pássaros, insetos e outros animais selvagens, o que pode ajudar a manter a biodiversidade em áreas urbanas.
  • Adicionando beleza ao ambiente construído: Telhados e paredes verdes podem adicionar interesse visual e beleza a um edifício e fornecer espaço ao ar livre para as pessoas desfrutarem.

No geral, telhados e paredes verdes podem contribuir para um ambiente construído mais sustentável e habitável e fornecer vários benefícios ambientais, sociais e econômicos.

Tendência de Green Buildings #6: Uso de materiais sustentáveis

O uso de materiais sustentáveis ​​no projeto de construção refere-se à incorporação de materiais ecologicamente corretos e de origem sustentável. O objetivo do uso de materiais sustentáveis ​​é reduzir o impacto ambiental da construção civil e apoiar o uso de produtos mais ecológicos.

Alguns exemplos de materiais sustentáveis ​​que podem ser usados ​​no projeto de construção incluem:

  • Materiais reciclados: O uso de materiais reciclados, como aço reciclado, alumínio ou concreto, pode ajudar a reduzir a demanda por novos materiais e diminuir os impactos ambientais da extração e processamento.
  • renováveis: materiais rapidamente renováveis, como bambu ou palha, podem ser usados ​​como alternativa aos materiais de construção tradicionais. Esses materiais podem ser cultivados e colhidos mais rapidamente do que os materiais convencionais, como a madeira, e têm uma pegada ambiental menor.
  • Materiais de baixo impacto: Alguns materiais, como tintas e acabamentos de baixo VOC (composto orgânico volátil), podem ter um impacto ambiental menor do que os materiais tradicionais.
  • Materiais reutilizáveis ​​e reparáveis: o uso de materiais que podem ser facilmente reutilizados ou reparados pode ajudar a prolongar sua vida útil e reduzir o desperdício.

No geral, o uso de materiais sustentáveis ​​no projeto de construção pode contribuir para um ambiente construído mais ecológico e sustentável.

Quer Ter Uma Construção Sustentável de Verdade?

Desenvolva um projeto e consultoria UGREEN e posicione-se rumo a um futuro sustentável.

Quer Aprender Construções Sustentáveis?

Obtenha acesso a +10 Cursos sobre Green Buildings e seja um protagonista do novo futuro.

Green Buildings

Tendência de Green Buildings #7: Edifícios net-Zero Energia

Os edifícios de energia líquida zero são projetados para produzir tanta energia quanto consomem ao longo de um ano. Isso pode ser alcançado usando fontes de energia renováveis ​​no local, como painéis solares ou turbinas eólicas, ou comprando créditos de energia renovável.

Edifícios de energia zero visam reduzir ou eliminar a dependência de um edifício de combustíveis fósseis e diminuir suas emissões de carbono.

Para atingir o status de energia líquida zero, um edifício deve ser projetado e construído para ser altamente eficiente em termos de energia, com recursos como isolamento, aquecimento eficiente e sistemas de resfriamento e aparelhos e iluminação com eficiência energética.

Além disso, o edifício deve ter capacidade de geração de energia renovável suficiente para atender às suas necessidades energéticas. Isso pode envolver o uso de sistemas de energia renovável no local, como painéis fotovoltaicos ou turbinas eólicas de pequena escala, ou a compra de créditos de energia renovável para compensar o uso de energia do edifício.

Os edifícios de energia líquida zero podem fornecer vários benefícios ambientais e econômicos, incluindo custos de energia reduzidos e uma pegada de carbono menor. Eles também podem servir como modelo para um projeto de construção mais sustentável e contribuir para um futuro de baixo carbono.

Tendência de Green Buildings #8: Edifícios Net-Zero Resíduos

Edifícios com desperdício zero são projetados para minimizar a quantidade de resíduos gerados e maximizar o uso de materiais reciclados. As instalações de desperdício zero visam reduzir o impacto ambiental dos resíduos e apoiar o uso de recursos mais sustentável.

Alguns exemplos de estratégias que podem ser usadas para atingir o desperdício zero em edifícios incluem:

  • Reduzir a quantidade de resíduos gerados pode envolver o uso de produtos reutilizáveis ​​em vez de descartáveis ​​e projetar sistemas e processos para minimizar o desperdício. Por exemplo, um edifício pode usar garrafas de água recarregáveis ​​em vez de garrafas plásticas descartáveis ​​ou sistemas de compostagem para reduzir a quantidade de desperdício de alimentos gerado.
  • Maximizando o uso de materiais reciclados: materiais de construção feitos de materiais reciclados, como aço reciclado ou concreto reciclado, podem ajudar a reduzir a demanda por novos materiais e diminuir os impactos ambientais da extração e processamento.
  • Implementação de sistemas de reciclagem: Construir sistemas de reciclagem, como lixeiras para papel, plástico e outros recicláveis, pode ajudar a aumentar a taxa de reciclagem em um edifício.
  • Doação ou reaproveitamento de materiais: Em vez de enviar materiais para o aterro, as edificações podem doar ou reaproveitar itens que não são mais necessários, como móveis de escritório ou materiais de construção.

No geral, o objetivo dos edifícios de desperdício zero é minimizar o desperdício e maximizar o uso de materiais reciclados para apoiar o uso de recursos mais sustentável e reduzir o impacto ambiental dos resíduos.

Tendência de Green Buildings #9: Edifícios Inteligentes

Edifícios inteligentes são projetados para otimizar o desempenho do edifício e reduzir o uso de energia por meio de tecnologia inteligente, como sistemas de gerenciamento de edifícios (BMS). Um BMS é um sistema baseado em computador que monitora e controla os sistemas mecânicos e elétricos de um edifício, como aquecimento, ventilação, ar condicionado (HVAC), iluminação e segurança.

Um BMS pode ajudar a otimizar o desempenho do edifício ao:

  • Monitorar e controlar o uso de energia: Um BMS pode monitorar o uso de energia em tempo real e ajustar os sistemas de acordo para reduzir o desperdício de energia. Por exemplo, pode desligar as luzes em salas desocupadas ou ajustar a temperatura em um edifício para minimizar a demanda de aquecimento ou resfriamento.
  • Fornecimento de dados em tempo real: um BMS pode fornecer dados em tempo real sobre o uso de energia de um edifício, permitindo que os gerentes prediais identifiquem áreas para melhoria e otimizem o desempenho.
  • Automatização de tarefas: um BMS pode automatizar tarefas como desligar as luzes ou ajustar a temperatura, o que pode ajudar a reduzir o uso de energia e melhorar a eficiência do edifício.
  • Fornecer alertas e notificações: um BMS pode fornecer alertas e notificações para problemas como falhas de equipamentos ou anomalias no uso de energia, o que pode ajudar a identificar e resolver problemas rapidamente.

No geral, o objetivo dos edifícios inteligentes é otimizar o desempenho do edifício e reduzir o uso de energia por meio de tecnologia inteligente. Isso pode ajudar a reduzir os custos de energia, melhorar a eficiência do edifício e reduzir o impacto ambiental dos edifícios.

Green Buildings

Tendência de Green Buildings #10: Retrofits e renovações

Retrofits e renovações são atualizações ou modificações em edifícios existentes para melhorar seu desempenho e torná-los mais sustentáveis.

Retrofits e reformas podem envolver uma variedade de medidas, como:

  • Upgrades com eficiência energética: Retrofits e renovações podem envolver a instalação de sistemas energeticamente eficientes, como sistemas de aquecimento e resfriamento, iluminação e eletrodomésticos, que podem ajudar a reduzir o uso de energia e custos de energia mais baixos.
  • Materiais sustentáveis: Retrofits e reformas podem envolver o uso de materiais sustentáveis, como materiais reciclados ou rapidamente renováveis, que podem reduzir o impacto ambiental da construção civil.
  • Medidas de conservação de água: Retrofits e reformas podem incluir a instalação de encanamentos de baixo fluxo e sistemas de águas cinzas, que podem ajudar a reduzir o uso de água e minimizar o desperdício.
  • Características verdes: Retrofits e renovações podem envolver a adição de características verdes, como telhados e paredes verdes, sistemas de captação de água da chuva e painéis solares, que podem melhorar a sustentabilidade de um edifício.

No geral, retrofits e reformas visam melhorar o desempenho e a sustentabilidade dos edifícios existentes e reduzir seu impacto ambiental. À medida que mais pessoas se conscientizam dos benefícios da construção ecológica, pode haver um aumento no número de edifícios adaptados ou reformados para serem mais sustentáveis.

Conclusão

À medida que cresce a conscientização sobre os impactos ambientais dos edifícios, é provável que haja um foco maior em projetar e construir estruturas mais sustentáveis ​​e resilientes.

Algumas das tendências críticas de construção verde para os próximos anos incluem um maior foco em sustentabilidade e resiliência, uso de fontes de energia renováveis, design energeticamente eficiente, conservação de água, uso de telhados e paredes verdes, uso de materiais sustentáveis, rede -edifícios de energia zero, edifícios de desperdício zero, edifícios inteligentes e reformas e reformas de estruturas existentes.

Essas tendências podem ajudar a reduzir o impacto ambiental dos edifícios, melhorar a eficiência energética e apoiar o uso de recursos mais sustentável.

Suponha que você esteja interessado em iniciar sua jornada de construção ecológica. Nesse caso, muitos recursos estão disponíveis para ajudá-lo a aprender mais sobre essas tendências e como incorporá-las em seus projetos de construção.

Trabalhando com consultores de sustentabilidade para obter Green Buildings

Se você estiver interessado em trabalhar com uma consultoria de sustentabilidade para alcançar as tendências de construção verde descritas neste artigo, existem algumas etapas que você pode seguir para começar:

  1. Pesquise consultores em potencial: Procure consultores especializados em sustentabilidade e construção ecológica, e considere fatores como conhecimento, experiência e histórico da empresa. Você pode coletar informações de várias fontes, como avaliações on-line, publicações do setor e recomendações pessoais.
  2. Determine seus objetivos: Identifique o que você espera alcançar com seu projeto de construção verde, reduzindo o uso de energia, melhorando a qualidade do ar interno ou qualquer outra coisa. Isso ajudará você a restringir suas opções e escolher um consultor adequado para suas necessidades.
  3. Considere seu orçamento: determine quanto você está disposto a gastar em seu projeto de construção ecológica e procure consultores que ofereçam serviços dentro do seu orçamento.
  4. Entre em contato com consultores em potencial: entre em contato com consultores em potencial e pergunte sobre seus serviços, preços e disponibilidade. Você pode querer agendar consultas ou reuniões para discutir seu projeto com mais detalhes.
  5. Escolha um consultor: Depois de considerar todas as opções disponíveis, escolha um consultor que você sinta que poderá ajudá-lo a atingir suas metas de construção ecológica.

No geral, trabalhar com uma consultoria de sustentabilidade pode ser uma maneira útil de alcançar as tendências de construção ecológica descritas neste artigo, pois essas empresas têm o conhecimento e a experiência necessários para orientá-lo no projeto e na construção de edifícios sustentáveis.

Quer Ter Uma Construção Sustentável de Verdade?

Desenvolva um projeto e consultoria UGREEN e posicione-se rumo a um futuro sustentável.

Quer Aprender Construções Sustentáveis?

Obtenha acesso a +10 Cursos sobre Green Buildings e seja um protagonista do novo futuro.

Se precisar de nossa consultoria na língua inglesa, Clique aqui.