fbpx

O desempenho térmico envolve uma série de fatores para ser alcançado, como as variáveis pessoais, as variáveis psicológicas e, principalmente, as variáveis físicas ou ambientais. Nesta última é que estão englobados os dados climáticos, que são fundamentais para garantir o conforto térmico.

Como o desempenho térmico é uma exigência disposta na NBR 15575, é uma questão obrigatória para todas as edificações residenciais. Portanto, o não cumprimento dos parâmetros relacionados a este tópico decorre em penalidades e sanções judiciais. Isso porque esta norma de desempenho está em vigor desde 2013, sendo que seu cumprimento já era recomendado muito antes disso.

Desempenho térmico na arquitetura

Oferecer edificações que cumpram o desempenho térmico é um princípio básico da boa arquitetura. Afinal, as moradias devem fornecer o conforto térmico necessário para que os usuários realizem confortavelmente suas rotinas diárias. Porém, com a chegada de recursos como ar-condicionado, aquecedores e demais equipamentos, esta preocupação foi deixada de lado.

A climatização artificial, contudo, não deve ser considerada o principal recurso para garantir ambientes agradáveis termicamente. Principalmente porque estes equipamentos nem sempre são capazes, por si só, de assegurar o conforto térmico em ambientes fechados. Por isso, o desempenho térmico na NBR 15575 dispõe exclusivamente das condições naturais de insolação, ventilação, entre outras.

Importância dos dados climáticos

Como vimos, o desempenho depende de diversos fatores para ser cumprido, sendo que um deles são os dados climáticos. Estes são determinantes para que uma edificação residencial ofereça o conforto térmico adequado à região onde será instalada.

O Brasil é um país de grande extensão territorial, onde cada região apresenta suas próprias particularidades climáticas. Assim, o conforto térmico é percebido de formas diferentes em uma edificação construída no nordeste e outra construída no sul. Neste sentido, os dados climáticos são determinantes para estabelecer o desempenho adequado a cada região.

Por isso, os critérios são estabelecidos tomando como base as zonas bioclimáticas brasileiras, conforme imagem abaixo:

Zoneamento conforme a NBR 15220 – parte 3

Os dados climáticos que devem ser considerados para compor o desempenho térmico são, entre outros:

  • Topografia
  • Temperatura e velocidade do ar
  • Umidade do ar
  • Direção e velocidade do vento
  • Temperatura média radiante.

Partindo dos dados climáticos, pode-se realizar um projeto que ofereça um desempenho térmico adequado à região onde a edificação será construída. Cumprido este tópico, ainda precisarão ser seguidos os demais elementos para assegurar o conforto térmico, como já foi elucidado anteriormente.

Com um apoio especializado, cada um dos tópicos que devem ser observados para que as edificações cumpram o desempenho térmico são seguidos de forma satisfatória. A UGreen fornece toda consultoria e suporte necessários para auxiliar neste processo.

agosto 12, 2019
© 2018 UGREEN