fbpx

O conforto lumínico nas residências está relacionado aos estímulos ambientais à visão que são incitados pela quantidade de luz, seja esta natural ou artificial. Refere-se, ainda, à sua variação e distribuição dentro dos ambientes. 

Existem diversos aspectos que influenciam o conforto lumínico ambiental, entre eles:

  • A fonte de iluminação;
  • A intensidade da incidência de luz;
  • A distribuição da iluminação;
  • A tonalidade e a cor dos focos de luz.

Os contrastes excessivos e as grandes variações nos níveis da iluminação também podem prejudicar o conforto lumínico. Isso porque provocam estresse e fadiga, uma vez que o olho humano está sempre se adaptando aos níveis de luz.

Importância do conforto lumínico

A luz afeta profundamente a forma como experimentamos o tempo e espaço, seja de maneira consciente ou inconsciente. Nosso histórico pessoal e cultural também interfere no modo como reagimos em ambientes conforme sua iluminação. 

Isso significa que existem variações no que se entende como conforto lumínico, de pessoa para pessoa. Uma forma de avaliá-lo é através dos níveis de iluminância, ou seja, da potência luminosa que atinge um determinado ponto.

Porém, independente da cultura, idade ou classe social, a iluminação é inegavelmente um fator que influencia diretamente o humor e a saúde de todos nós. 

Como passamos grande parte do nosso tempo em casa, o conforto lumínico desempenha um importante papel neste sentido. Ainda que as descobertas neste âmbito sejam recentes e continuem sendo objeto de pesquisas científicas, sua importância é cada vez mais evidente.

Conforto lumínico na arquitetura

Um símbolo da premência do conforto lumínico na arquitetura, são as normas de desempenho voltadas especialmente para este tema, como a NBR 15575, que está em vigor desde 2013. 

Esta norma consiste em um conjunto de diretrizes que prezam pela segurança, saúde e conforto do usuário em suas residências. Portanto, não poderia deixar de abordar requisitos que visam garantir iluminação agradável nas edificações residenciais.

De acordo com a NBR 15575, algumas providências podem ser tomadas para garantir o conforto lumínico aos usuários. Por exemplo:

  • Garantir que a luminosidade natural seja aproveitada ao máximo nas edificações
  • Oferecer distribuição uniforme da iluminação dentro dos ambientes
  • Fornecer uma combinação equilibrada entre iluminação natural e artificial
  • Permitir o controle de brilhos e contrastes
  • Adequar o tamanho e a posição das aberturas e orientação das fachadas, adotando, para tanto, os devidos dispositivos de proteção solar e refletividade das superfícies.

Mudanças constantes

Estamos sempre mudando nossos hábitos e, conforme estas mudanças acontecem, nossas necessidades de iluminação também se transformam. Assim, é preciso que os arquitetos e designers estejam sempre atentos para acompanhar estas transformações. Neste contexto, uma orientação profissional é consideravelmente proveitosa. 

A UGreen oferece todo o suporte e consultoria que você precisa para atender à todas as especificações da NBR 15575, incluindo o conforto lumínico.

agosto 12, 2019
© 2018 UGREEN