fbpx

Na área da construção é imprescindível considerar as características topográficas de um terreno antes de construir. Aliás, primordialmente, conhecer as dimensões e condições do solo é uma das primeiras providências no desenvolvimento de qualquer projeto de edificação.

A partir dos dados obtidos com a análise topográfica, pode-se determinar quais serviços serão necessários antes do início das obras, como: terraplanagens, transplantes de árvores, entre outros. Além disso, é também uma das formas de garantir a segurança nas edificações.

Importância de considerar as características topográficas de um terreno

Por ser a base que conduzirá o projeto, a topografia, quando não considerada, pode resultar em erros fatais. Ainda assim, é importante falar que pode trazer custos extras na edificação. 

As consequências podem ser ainda mais graves, já que, quando negligenciadas, podem causar graves acidentes.

Em fevereiro e abril de 2019, presenciamos as consequências trágicas de não se considerar as características topográficas de um terreno. No Rio de Janeiro, deslizamentos causaram a destruição total de várias casas e fizeram vítimas fatais.

Existem diversos órgãos governamentais que exigem que os projetos de desenvolvimento e construção contenham dados relacionados à topografia. Isso por si só já demonstra a importância deste tema. 

Esta questão também está disposta na NBR 15575, que possui força de lei desde 2013. Ou seja, mais do que um cuidado, esta é uma obrigação legal para todas as edificações residenciais.

NBR 15575 e a topografia

A parte da NBR que relaciona à topografia estabelece alguns pontos:

Implantação

Para edifícios ou conjuntos habitacionais que possuem local de implantação definido, os seguintes projetos devem ser desenvolvidos baseando-se na topografia do local da obra:

  • Projetos de arquitetura;
  • Projetos de estrutura;
  • Projetos de fundação;
  • Projetos de contenção.

É preciso que os riscos de deslizamentos, enchentes, erosões, vibrações transmitidas por vias férreas ou demais fontes sejam avaliados cuidadosamente, assim como as vibrações transmitidas por trabalhos de terraplanagem e compactação de solo. A presença de crateras em camadas profundas, solos expansíveis ou colapsíveis e de camadas profundas deformáveis, também precisam ser verificadas.

Outro fator importante a ser considerado neste sentido são os riscos de explosões provenientes de:

  • Confinamento de gases resultante de aterros sanitários;
  • Solos contaminados;
  • Proximidade de pedreiras.

Sendo fundamental que sejam tomadas as medidas cabíveis para evitar o comprometimento da segurança e da funcionalidade da obra.

Entorno

Os projetos devem, ainda, prever as interações entre construções próximas. Para tanto, é preciso considerar seriamente as eventuais sobreposições de bulbos de pressão. Bem como efeitos de grupo de estacas, rebaixamento do lençol freático e desconfinamento do solo devido ao corte do terreno.

Vale ressaltar que estes fenômenos também não podem prejudicar a segurança e a funcionalidade da obra ou das edificações vizinhas.

Segurança e estabilidade

No que se refere à segurança e estabilidade no decorrer da vida útil da estrutura, é preciso considerar algumas características topográficas de um terreno. Como por exemplo, a agressividade do solo, do ar e da água na época do projeto. 

Ademais, deve-se prever, quando necessário, as proteções pertinentes à estrutura e suas partes.

São várias as NBRs envolvidas na topografia, além da NBR 15575, como:

  • NBR 8044 – Projeto geotécnico
  • NBR 5629:2018 – Execução de tirantes ancorados no terreno
  • NBR 11682 – Estabilidade de taludes
  • NBR 6122 – Projeto e execução de fundações

Para atender a todas estas exigências, uma orientação específica pode ser extremamente oportuna. A UGreen oferece toda a consultoria e suporte necessários para a adequação do projeto à todas estas determinações. 

 

© 2018 UGREEN